Volta para página inicial Conheça o Monza Clube do Brasil Participe do Clube Confira a agenda do Monza Clube Mapa do site A maior montadora do país Um marco na indústria automobilística Parceiros do Monza Clube Shopping Fale Conosco
 
Clique aqui para voltar à página inicial do SOS Auto
..

Os esclarecimentos abaixo são referentes à Computador de Bordo

 
S.O.S. publicado em: 17/10/2006

Enviado por: Norberto Alves Romão (Vila Velha, ES)

Características do carro: Monza Classic SE 2.0, 1990, gasolina

Dúvida: seria possível obter algumas informações básicas sobre o funcionamento do computador de bordo?

Resposta do consultor técnico Carlos Freire: Norberto, o sistema de computador de bordo é constituído de uma unidade computadora (instalada no painel do veículo) e de sensores que fornecem à mesma informações como distância percorrida, volume de combustível consumido, nível de combustível no tanque e temperatura externa. Estas informações processadas e apresentadas no visor de cristal liquido do Computador de Bordo, permitem dirigir de maneira mais econômica e segura.

Para regular a hora deve-se pressionar o botão do relógio e com o horário sendo exibido pressionar o botão 0 para entrar no modo de alteração de horário. Cada vez que se preciosa o botão 0 alterna-se entre hora, minuto e exibição do horário normal. Para mudar os valores basta pressionar o botão com a figura do relógio com os minutos ou hora piscando.

Através do acionamento da tecla podem ser selecionadas  as seguintes funções:

Consumo instantâneo, consumo médio, velocidade média, autonomia, tempo de viagem e temperatura externa.

A tecla O permite acessar o relógio.

A tecla O tem a função de permitir limpar a memória do Computador de Bordo quando for desejado o reinício de uma nova contagem.

Descrição das indicações

Consumo Instantâneo:
É mostrado no visor em litros por hora (I/h) quando o veículo estiver parado e até a velocidade de 10km/h. Acima desta velocidade a indicação de consumo instantâneo é mostrada em quilômetros por litro (km/l).

Consumo Médio, Velocidade Média e Tempo da Viagem: o Computador de Bordo informa no visor as três funções acima, selecionada através da tecla, e atualizadas desde o último acionamento da tecla  O ,
quando foram zerados todos os registros. No cálculo das médias, só é contado o tempo em que o veículo está com a chave de ignição ligada.

Uma vez selecionada uma das funções, o resultado é recalculado a cada segundo.

Autonomia:
Informa a distância em km que ainda pode ser percorrida, considerando o volume de combustível existente no tanque e o consumo médio dos últimos 60 minutos.

Temperatura Externa:
Indica a temperatura externa ao veículo.

Relógio:
A tecla O ativa  diretamente a indicação de horas.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Alerta de Autonomia Crítica:
Quando o conteúdo de combustível no tanque é considerado insuficiente para percorrer 50 km, a indicação de autonomia é apresentada piscando. Nesta condição qualquer função selecionada, permanecerá visível somente por poucos segundos, retornando o alerta de autonomia crítica.

- Após o reabastecimento o alerta é desativado de alguns segundos com a ignição ligada, instante em que a nova autonomia foi calculada.

Indicação de Temperatura externa:
- A temperatura é precisa quando o veículo está rodando com velocidade superior a 15 km/h uma vez que o sensor de temperatura pode receber ar  aquecido do solo, de outro veículo ou do motor quando em trânsito lento.

Com a Chave de ignição Desligada:
- Somente a tecla O fica desativada, porém todas as indicações podem ser selecionadas.

Advertência:
- Rodas ou pneus diferentes dos originais afetam a precisão das indicações de consumo, velocidade e autonomia. OBS: "NÃO USE ÁLCOOL, SILICONE OU OUTROS SOLVENTES PARA LIMPAR O VISOR DO COMPUTADOR DE BORDO.

 
S.O.S. publicado em: 22/04/2002

Enviado por: Eomar Miranda (Vila Velha, ES)

Características do carro: Monza SL/E 2.0 EFI, 1993, gasolina

Dúvida: no conector do chicote onde é ligado o relógio de horas existem 11 fios, sendo que o respectivo relógio só utiliza quatro destes fios. Sendo assim, é possível a instalação do computador de bordo?

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: Eomar, na verdade o chicote tem alguma preparação para equipamentos adicionais, mas para receber as informações do computador é necessário, também, que se instale diversos sensores, assim como: sensor de velocidade, sensor de vazão de combustível, sensor de temperatura ambiente etc.

S.O.S. publicado em: 06/09/2001
Enviado por: José Mauro França Cardoso (Brasília, DF)
Características do carro: Monza Classic SE, 1989, gasolina

Dúvida: o computador de bordo está apontando valores absurdos. É possível algum tipo de regulagem no equipamento? Ou só trocando-o?

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: para o computador de bordo do seu carro não existe calibração e nem regulagem. Na verdade, deverá ser feita uma análise no sistema para que, então, possa determinar a causa do problema. Solução: algum reparo no chicote, substituição de algum sensor ou, até  mesmo, a aquisição de um computador novo.

S.O.S. publicado em: 09/08/2001

Enviado por: Rodrigo Dall`Agnol (Francisco Beltrão, PR)

Características do carro: Monza Classic SE, 1989, álcool

Dúvida: é possivel a instalação do computador de bordo em meu veículo?

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: Rodrigo, a adaptação é possível, mas só será viável caso você encontre as peças num preço muito abaixo do mercado, pois a aquisição de um equipamento novo é totalmente inviável.

S.O.S. publicado em: 28/06/2001

Enviado por: Rodrigo Dall' Agnol (Francisco Beltrão, PR)

Características do carro: Monza Classic SE, 1989, álcool

Dúvida: é possível instalar neste modelo o computador de bordo, que vinha como opcional de fábrica? O que precisa ser adicionado ou substituído para que este equipamento funcione perfeitamente, assim como o valor médio?

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: Rodrigo, este é um item muito útil mas, no entanto, a sua relação custo x benefício só é válida quando o mesmo vem equipado de fábrica, pois a adaptação é muito cara. Para se ter uma idéia, um computador novo custa R$ 1.165 e o medidor de vazão R$ 298. Observe que isto não é tudo. Ainda é necessário chicote elétrico, sensor de temperatura do ar ambiente, sensor de distância e velocidade etc. Creio que a sua instalação somente será válida caso encontre o sistema completo em algum desmanche, estando o mesmo em perfeitas condições de funcionamento e a um preço acessível.

S.O.S. publicado em: 02/11/2000

Enviado por: Thiago Mariz Nunes (Votuporanga, SP)

Características do carro: Monza Classic SE, 1990, gasolina

Dúvida: meu Monza possui computador de bordo mas, infelizmente, ele possui um problema no visor: os dados não podem ser lidos pois "faltam pedaços dos números"! Seria possível uma loja de eletrônica consertar? O preço de um novo é exorbitante. Como o carro possui o computador de bordo, o painel dispensa a luz indicadora de reserva? (aquela onde se acende uma "bomba de combustível"). Eu já olhei contra o sol e percebi que há o desenho de uma bomba, mas ela nunca acendeu. Estaria queimada ou ela não vem de fábrica, pois há o computador de bordo?

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: o computador de bordo é, sem sombra de dúvida, uma ótima ferramenta de informação de dados do veículo ao motorista mas, quando tem problema no seu visor, que é de cristal líquido, não tem outra solução senão a sua substituição. Devido ao elevado preço de uma peça nova, recomendo que se tente uma peça usada e em boas condições. Este carro realmente não possui luz indicadora de reserva, função esta do computador de bordo e a luz que possui uma "bomba de combustível" é a luz de advertência do reservatório de partida a frio, não utilizado no seu veículo por ser a gasolina.

S.O.S. publicado em: 27/04/2000
Enviado por: Paulo Fernandes Jr. (São Paulo, SP)
Características do carro: Monza Classic SE MPFI, 1992, gasolina

Dúvida: primeiramente, gostaria de manifestar a enorme satisfação que tive ao saber da existência do MONZA CLUBE, pois compartilho dessa mesma paixão desde 1984. Acabo de adquirir meu terceiro Monza e estou notando alguns pequenos problemas: 1) A temperatura externa, mostrada no computador de bordo, indica sempre o valor de - 40,5 graus. Qual seria a causa? E o custo aproximado do conserto?

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: com relação à temperatura apresentada no computador de bordo, é bem provável que o sensor que fica localizado logo abaixo do parachoque dianteiro esteja desconectado ou que o chicote do mesmo esteja interrompido e, com relação ao valor, não é possível estimar sem que se faça uma avaliação preliminar da real situação.

S.O.S. publicado em: 27/04/2000
Enviado por: Artur Vieira Vasconcelos (Anápolis, GO)
Características do carro: Monza Classic SE 2.0, 1989, álcool

Dúvida: primeiro, gostaria de parabenizá-lo pelo site, que é de extremo bom gosto, parabéns! Minha dúvida é a seguinte: meu carro possui um equipamento chamado computador de bordo que, funcionando bem, é de extrema utilidade. Porém, quando adquiri o carro  ele estava sem um sensor chamado de "sensor de vazão", que funciona em conjunto com o computador para dar a leitura (entre outras) da autonomia. Só que não consigo uma leitura precisa, aliás, a leitura tem sido muito abaixo do esperado e ele "zera" (e fica piscando) muito antes de acabar o combustível do tanque, sendo que o marcador de combustível do painel funciona bem. Segundo o Manual do Proprietário é necessário fazer uma calibragem sempre que for trocada alguma peça do sistema do computador. Por isso, gostaria de saber em qual local do carro poderia fazer a tal calibragem, tendo em vista já ter olhado, e não encontrado, nada que pudesse ser calibrado. Já olhei no próprio computador, no painel e na maior parte dos componentes elétricos. Agradeço a atenção e gostaria de esclarecer que não sou totalmente leigo em mecânica e eletrônica, pelo menos o suficiente para não ficar na ''mão''.

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: na verdade não existe nenhuma calibração a fazer neste computador, somente nos veículos com injeção eletrônica é que se faz a calibração com um scanner. No seu caso o provável problema é do próprio computador que, me parece, está sendo necessária a sua substituição.

 
Volta para página inicial Conheça o Monza Clube do Brasil Participe do Clube Confira a agenda do Monza Clube Mapa do site A maior montadora do país Um marco na indústria automobilística Parceiros do Monza Clube Shopping Fale Conosco

Monza Clube do Brasil - Todos os direitos reservados