04 de outubro de 2003

Monza Clube ameniza saudade dos fanáticos - Em 1998, William Bertochi comprou um Chevrolet Monza. Ele estava curioso sobre a história do veículo, que dois anos antes havia saído de linha. Procurou na Internet e não conseguiu encontrar informações. Por hobby, resolveu pesquisar o carro e, em outubro de 1999, fundou o Monza Clube, que hoje conta com mais de 4.000 adesões.

vendo.jpg (19186 bytes)

"Fui em diversas bibliotecas e sebos procurar material sobre o Monza. Além disso, entrei em contato com diversas editoras e pedi para me enviarem todas as matérias que haviam sido publicadas sobre o veículo. Assim, consegui um acervo interessante, que serve como base para nosso Clube", conta Bertochi. Com o material, Bertochi também fundou o site Monza Clube, que atualmente é o principal meio de divulgação do automóvel. A página na Internet é inteiramente dedicada ao veículo da General Motors e possui informações desde o lançamento do primeiro modelo, em 1982, até 1996, quando o carro deixou de ser produzido. Por mês, cerca de 23 mil pessoas visitam a página a procura de informações sobre o Monza.

O site Monza Clube tem 46 seções, totalizando mais de 800 páginas, que, além da história do automóvel, também oferecem testes de desempenho dos diversos modelos, material didático e auto-explicativo para manutenção, classificados, arquivos de reportagens e muitas outras curiosidades.

"No início tinha apenas umas 20 ou 30 reportagens guardadas. Hoje, tenho mais de 5.000 arquivos sobre o Monza", afirma o fundador do Monza Clube.

Semanalmente o site é atualizado e Bertochi conta que, por dia, recebe cerca de 30 a 40 e-mails, entre formulários, dúvidas sobre manutenção e pessoas que querem saber sobre eventos. "Estou sempre atento às mensagens e as respondo em, no máximo, 24 horas. As pessoas merecem essa atenção", enfatiza Bertochi.

No Brasil, cerca de 3.700 pessoas estão cadastradas e recebem boletins on-line. O site ainda alcança pessoas de diversos países da América Latina, onde também existe uma legião de saudosistas do veículo. "Uma vez recebi um e-mail de um alemão e confesso que não entendi nada. Até hoje não sei o que ele queria, mas fiquei impressionado com o poder de alcance do Monza Clube", diz.

O Monza Clube "real" realizou, no dia 16 de agosto, o 1º Encontro Nacional do Monza Clube, que contou com a exposição de 205 veículos e reuniu mais de 600 pessoas. O evento também foi uma oportunidade para a realização de uma ação social. Os participantes levaram alimentos para serem doados. Ao todo, 230
quilos foram entregues à Casa de Amparo ao Pequeno São João Batista, orfanato que conta com a ajuda de Bertochi há três anos.

O próximo Encontro Nacional só ocorre no dia 14 de agosto de 2004 (data em que o Monza deixou de ser fabricado). Mas para quem não quer esperar tanto, no próximo dia 4 de outubro vai acontecer uma reunião na concessionária Pompéia Veículos (rua Carlos Vicari, 340, tel. 3874-8000), das 9h às 13h. "Às vezes nos encontramos na Pompéia para bater um papo e conhecer pessoas novas, que também gostam do veículo", finaliza Bertochi.

História - Por três anos consecutivos (1984, 1985 e 1986), o Monza foi o carro mais vendido no país e também eleito o "Carro do Ano" da revista Autoesporte _em 1983, 1987 e 1988. Ao todo, foram lançadas 14 versões do veículo, com produção total de 857.810 unidades.

Monza Clube
www.monzaclube.com
monzaclube@monzaclube.com

(Vendo Auto)